PR GRUPO PARANÁ

Paraná Granitos completa 30 anos renovada e com nova marca

Paraná Granitos Ltda foi fundada em 1987, em Colombo, no Estado do Paraná, pelo português Anibal Tavares Lopes, sendo atualmente dirigida pelos filhos Jucimara Lopes Moraes, Luciane Souza Lopes, Anibal Souza Lopes, Valdirene Lopes Ferreira, Marineia Lopes Reksiedler e Franciane Lopes de Pontes.

O Grupo atua nas áreas de extração, beneficiamento e distribuição e conta com várias unidades: Paraná Granitos Ltda e Stone Gallery, situadas em Colombo, no Estado do Paraná; Mineração Café Ltda., situada em Santa Rita de Caldas, no Estado de Minas Gerais; PR Grupo Paraná, localizada em Cachoeiro de Itapemirim, no Estado do Espírito Santo; e PR Marble and Granite, em Tampa, na Flórida, Estados Unidos.

Para garantir a produção e a crescente demanda pelos materiais da empresa, bem como a qualidade final dos produtos, o Grupo conta com equipamentos de ponta em seu parque industrial, como multifio e linha de polimento da marca Breton, além de linhas de resinagem da Prometec, teares multifios da Ramos & Universo e linha de polimento MGM. Também é detentor de jazidas pelo Brasil de alguns dos mais tradicionais e conhecidos Mármore Branco Paraná, Mármore Crema Paraná e granitos como o Café Imperial, Verde Tunas e Sea Foam Green.

Jazida Branco Paraná - Paraná Granitos

Atua nos mercados interno e externo com mármores e granitos de jazidas próprias e diversos materiais importados. Seus materiais estão presentes em importantes projetos de arquitetura no Brasil e no exterior, tais como: Hotel Campo Bahia, local no qual ficou hospedada a seleção alemã na Copa do Mundo de 2014, onde foram especificados 2.500 m² de mármore Crema Paraná, na área externa; Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, importante obra assinada pelo renomado arquiteto Santiago Calatrava, onde foram especificados 13.500 m² de mármore Crema Paraná; Royal Regency Palace Hotel, também no Rio de Janeiro, onde foram especificados 650 m² de mármore Perlato Paraná, no hall de entrada; Grupo Boticário, em Curitiba, onde foram especificados 8.500 m² de mármore Crema Paraná, no prédio administrativo; e rede de academias Body Tech, que possui unidades em todo o Brasil, onde foi especificado o mármore Crema Paraná.

Mármore Branco de jazida própria - Paraná Granitos

Além dos mármores e granitos, de jazidas próprias, o Grupo sempre teve como meta, a busca de soluções inovadoras, como a tecnologia Pietrafina, apresentada ao mercado em 2010. Trata-se de um processo de corte exclusivo que permite obter rochas naturais com até 5mm de espessura, reduzindo o peso das pedras em até 70%, mas aumentando consideravelmente sua resistência a impactos devido sua especial estrutura. Esta inovação abre um vasto leque de possibilidades de aplicação das rochas ornamentais em locais nunca imaginados, como frentes de gavetas e porta de armários; revestimentos de pisos, paredes e tetos de elevadores; confecção de abajures, plafonds e luminárias; além do emprego na indústria náutica. Além disso, determinados materiais tornaram-se translúcidos.

Nesses 30 anos de atividades, completados em 2017, o Grupo continua tendo como filosofia, garantir a confiança e credibilidade dos produtos e serviços ofertados, reafirmando valores como comprometimento com os clientes, respeito ao ser humano e ao meio ambiente, e ética.

Para comemorar os 30 anos de história e fortalecer a marca da empresa, o Grupo se reinventa e passa a adotar uma única marca – PR Grupo Paraná – que traduz a evolução da empresa nessas três décadas de atividades do Grupo.

Logo PR Grupo Paraná

A PR Grupo Paraná ainda contribui para o desenvolvimento das regiões aonde atua, participando de forma significativa com projetos sociais e ambientais. No âmbito social, participa com contribuições mensais para creches, igrejas e asilos, além de distribuir alimentos orgânicos produzidos em horta própria para instituições. Também promove anualmente uma colônia de férias temática.

Produção de produtos orgânicos em horta - PR Grupo Paraná

No setor ambiental, preserva mais de 50 hectares de propriedade própria e monitora sete nascentes de água também em território próprio. Além dessas atividades, construiu um viveiro para plantio de mudas nativas que quando aptas são doadas.

(Matéria originalmente publicada na Revista Rochas. Autora: Patrízia Corsetto)